São A Alma E O Espírito Humano Imortais?

Soul

SÃO A ALMA E O ESPÍRITO HUMANO IMORTAIS?

Torre de Vigia ensina que a alma e o espírito de uma pessoa constitui a força de vida do indivíduo e, portanto, a Sociedade afirma que esta força de vida (alma e espírito) deixa de existir no momento da morte. Será que a Bíblia ensina que a alma e o espírito humanos tornam-se aniquilados na morte? Os versículos a seguir demonstram a falácia de tal raciocínio:

* Nota: Este primeiro exemplo é uma parábola de Jesus em que Ele descreve uma existência consciente na morte. Dado o facto de que Jesus sempre usou experiências da vida real nas suas parábolas e que esta é a única parábola em que Jesus menciona as pessoas pelo nome, sabemos que Jesus não estava falando em termos simbólicos, mas dando uma clara ilustração da vida após a morte:

  • LUCAS 16:22-29: “Aconteceu morrer o mendigo e ser levado pelos anjos para o seio de Abraão; morreu também o rico e foi sepultado. No inferno, estando em tormentos, levantou os olhos e viu ao longe a Abraão e Lázaro no seu seio. Então, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim! E manda a Lázaro que molhe em água a ponta do dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama. Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro igualmente, os males; agora, porém, aqui, ele está consolado; tu, em tormentos. E, além de tudo, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que querem passar daqui para vós outros não podem, nem os de lá passar para nós. Então, replicou: Pai, eu te imploro que o mandes à minha casa paterna, porque tenho cinco irmãos; para que lhes dê testemunho, a fim de não virem também para este lugar de tormento. Respondeu Abraão: Eles têm Moisés e os Profetas; ouçam-nos.”1.

* Se a alma deixa de existir no momento da morte, por que Jesus afirma que os seres humanos não têm a capacidade de “matar a alma”?

  • MATEUS 10:28: “Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo.”2.
  • LUCAS 12:4-5: “Digo-vos, pois, amigos meus: não temais os que matam o corpo e, depois disso, nada mais podem fazer. Eu, porém, vos mostrarei a quem deveis temer: temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno. Sim, digo-vos, a esse deveis temer.”

* Como podem as “almas daqueles que tinham sido mortos” durante as tribulações clamar a Deus e perguntar quanto tempo passará antes que o seu sangue seja vingado?

  • REVELAÇÃO 6:9-11: “Quando ele abriu o quinto selo, vi, debaixo do altar, as almas daqueles que tinham sido mortos por causa da palavra de Deus e por causa do testemunho que sustentavam. Clamaram em grande voz, dizendo: Até quando, ó Soberano Senhor, santo e verdadeiro, não julgas, nem vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra? Então, a cada um deles foi dada uma vestidura branca, e lhes disseram que repousassem ainda por pouco tempo, até que também se completasse o número dos seus conservos e seus irmãos que iam ser mortos como igualmente eles foram.”

* Se a nossa alma não existe fora do corpo, como poderia Moisés que morreu (Judas 9) e Elias que subiu ao céu (2 Reis 2) aparecer na Terra antes da ressurreição?

  • LUCAS 9:30-31: “Eis que dois varões falavam com ele: Moisés e Elias, os quais apareceram em glória e falavam da sua partida, que ele estava para cumprir em Jerusalém.”
  • MATEUS 17:3-4: “E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele. Então, disse Pedro a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, farei aqui três tendas; uma será tua, outra para Moisés, outra para Elias.”
  • MARCOS 9:2, 4-8: “…tomou Jesus consigo a Pedro, Tiago e João e levou-os sós, à parte, a um alto monte. Foi transfigurado diante deles; as suas vestes tornaram-se resplandecentes e sobremodo brancas, como nenhum lavandeiro na terra as poderia alvejar. Apareceu-lhes Elias com Moisés, e estavam falando com Jesus. Então, Pedro, tomando a palavra, disse: Mestre, bom é estarmos aqui e que façamos três tendas: uma será tua, outra, para Moisés, e outra, para Elias. Pois não sabia o que dizer, por estarem eles aterrados. A seguir, veio uma nuvem que os envolveu; e dela uma voz dizia: Este é o meu Filho amado; a ele ouvi. E, de relance, olhando ao redor, a ninguém mais viram com eles, senão Jesus.”

* Como Deus pode ser o Deus da “vida”, se Abraão, Isaque e Jacó deixaram de existir no momento da morte? Como podem os mortos em túmulos “ouvir” a “voz” de Jesus, se eles já não existem após a morte?

  • JOÃO 5:25, 28-29: “Em verdade, em verdade vos digo que vem a hora e já chegou, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus; e os que a ouvirem viverão. …Não vos maravilheis disto, porque vem a hora em que todos os que se acham nos túmulos ouvirão a sua voz e sairão: os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida; e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição do juízo.”
  • LUCAS 20:37-38: “E que os mortos hão de ressuscitar, Moisés o indicou no trecho referente à sarça, quando chama ao Senhor o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó. Ora, Deus não é Deus de mortos, e sim de vivos; porque para ele todos vivem.”

* Como pode alguém “ser agradável” para o Senhor, se deixa de existir no momento em que está “ausente” do corpo? Como pode a morte ser considerada “ganho”?

  • FILIPENSES 1:21-23: “Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro. Entretanto, se o viver na carne traz fruto para o meu trabalho, já não sei o que hei de escolher. Ora, de um e outro lado, estou constrangido, tendo o desejo de partir e estar com Cristo, o que é incomparavelmente melhor.”
  • 2 CORÍNTIOS 5:6-9: “Temos, portanto, sempre bom ânimo, sabendo que, enquanto no corpo, estamos ausentes do Senhor; visto que andamos por fé e não pelo que vemos. Entretanto, estamos em plena confiança, preferindo deixar o corpo e habitar com o Senhor. É por isso que também nos esforçamos, quer presentes, quer ausentes, para lhe sermos agradáveis.”

* Como podem pessoas não-existentes ser “abençoadas” e ter obras que “seguem com elas”? Como pode a morte não nos “separar” de Deus, se deixarmos de existir no momento da morte?

  • ROMANOS 8:38-39: “Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.”
  • REVELAÇÃO 14:13: “Então, ouvi uma voz do céu, dizendo: Escreve: Bem-aventurados os mortos que, desde agora, morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem das suas fadigas, pois as suas obras os acompanham.”
  • Se as pessoas tementes a Deus deixam de existir no momento da morte, por que é a sua morte “preciosa” a Jeová Deus?
  • SALMOS 116:15:Preciosa é aos olhos do SENHOR a morte dos seus santos.”

* Por que fazer uma distinção entre espírito, alma e corpo, se a alma e o espírito são parte do corpo? Por que devem o espírito e a alma “ser preservados completos” se deixarem de existir na morte?

  • 1 TESSALONICENSES 5:23, 24: “O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. Fiel é o que vos chama, o qual também o fará.”

* Visto que a alma e o espírito são descritos como o “homem interior do coração” e algo que existe profundamente “dentro de” uma pessoa, como podem a alma e o espírito não ser nada mais do que a força de vida da pessoa?

  • MARCOS 2:8: “E Jesus, percebendo logo por seu espírito que eles assim arrazoavam, disse-lhes: Por que arrazoais sobre estas coisas em vosso coração?”
  • MARCOS 8:12: “Jesus, porém, arrancou do íntimo do seu espírito um gemido e disse: Por que pede esta geração um sinal? Em verdade vos digo que a esta geração não se lhe dará sinal algum.”
  • ATOS 17:16: “Enquanto Paulo os esperava em Atenas, o seu espírito se revoltava em face da idolatria dominante na cidade.”
  • JOÃO 13:21: “Ditas estas coisas, angustiou-se Jesus em espírito e afirmou: Em verdade, em verdade vos digo que um dentre vós me trairá.”
  • 1 PEDRO 3:4: “seja, porém, o homem interior do coração, unido ao incorruptível trajo de um espírito manso e tranquilo, que é de grande valor diante de Deus.”
  • MATEUS 26:41: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.”
  • 2 CORÍNTIOS 7:1: “Tendo, pois, ó amados, tais promessas, purifiquemo-nos de toda impureza, tanto da carne como do espírito, aperfeiçoando a nossa santidade no temor de Deus.”

* Se os espíritos não existem fora do corpo, por que são inscritos nos céus e “aperfeiçoados” após a morte?

  • HEBREUS 12:23: “e igreja dos primogénitos arrolados nos céus, e a Deus, o Juiz de todos, e aos espíritos dos justos aperfeiçoados.”

* Se o espírito e a alma de uma pessoa deixam de existir após o “homem exterior” (ou seja, carne) decair, como pode o “homem interior” ser renovado, enquanto a carne está se deteriorando?

  • 2 CORÍNTIOS 4:16: “Por isso, não desanimamos; pelo contrário, mesmo que o nosso homem exterior se corrompa, contudo, o nosso homem interior se renova de dia em dia.”

PARA MAIS INFORMAÇÃO VEJA:

 bullets  INFERNO – PORQUE ACREDITAR NELE? Será que Deus irá Punir Pessoas no Inferno para Sempre?

============

1. Todas as referências bíblicas são citadas a partir da Bíblia Almeida Revista e Atualizada.
2. Embora Mateus 10:28 afirme que a “alma” pode ser “destruída”, a palavra grega ἀπολέσαι (ἀπόλλυμι – Apollymi) traduzida por “destruir” não significa aniquilação, mas sim “perecer” no sentido de “ruína, perda, não de estar, mas de bem-estar”—Vines Complete Expository Dictionary of Biblical Words (Dicionário Expositivo Completo de Palavras Bíblicas Vines), 1977, pág. 164 (edição em inglês)

Print Friendly, PDF & Email

This post is also available in: EspanholTchecoInglês