Deve o Nome “Jeová” ser usado nas Escrituras para se referir a Deus?

heavenlysunset

DEVE O NOME “JEOVÁ” SER USADO NAS ESCRITURAS PARA SE REFERIR A DEUS? — 16 Perguntas para as Testemunhas de Jeová sobre o Uso do Nome de Deus na TNM

1. Vocês acreditam que as Bíblias que traduzem o nome de Deus como “SENHOR” ou “DEUS”, em vez de “Jeová”, impedem as pessoas de chegarem perto de Deus, porque o retratam como “distante e impessoal”?

“NA SUA Bíblia, como é traduzido o Salmo 83:18? A Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas traduz assim esse versículo: “Para que as pessoas saibam que tu, cujo nome é Jeová, somente tu és o Altíssimo sobre toda a terra.” …muitas traduções deixam fora o nome Jeová, substituindo-o por títulos tais como “Senhor” ou “Eterno”. O que deve ser usado nesse versículo? Um título ou o nome Jeová? …No hebraico original, idioma em que grande parte da Bíblia foi escrita, aparece ali um nome pessoal ímpar. É escrito em letras hebraicas: יהוה (YHWH). Em português, a tradução comum desse nome é “Jeová”. Será que esse nome aparece em apenas um versículo bíblico? Não. Ele aparece no texto original das Escrituras Hebraicas cerca de 7 mil vezes! …O hebraico antigo era escrito sem vogais. Assim, ninguém hoje pode dizer com certeza como as pessoas nos tempos bíblicos pronunciavam o nome YHWH. …Ao substituírem o nome de Deus por títulos, os tradutores da Bíblia cometem um erro grave. Eles fazem com que Deus pareça distante e impessoal, ao passo que a Bíblia exorta os humanos a cultivar “intimidade com Jeová”. (Salmo 25:14) Pense num amigo seu bem achegado. Será que vocês seriam realmente bem achegados se você nem soubesse o nome dele? Da mesma forma, se as pessoas não sabem o nome de Deus, Jeová, como podem realmente achegar-se a ele?”  —O QUE A BÍBLIA Realmente ENSINA?, 2005, págs. 195-196

2. Vocês sabiam  que o nome “Jeová”, foi o resultado da inserção das vogais da palavra hebraica Adonai, que significa “Senhor”, nas consoantes YHVH do nome de Deus, fazendo YA-HO-VA ou JA-HO-VA?  Visto que as vogais hebraicas para “Senhor”, são parte do nome “Jeová” usado pela vossa tradução, qual é a diferença entre o uso que a minha Bíblia faz das letras maiúsculas “SENHOR” para designar o nome de Deus e a rendição da vossa Bíblia por “Jeová”, derivada das vogais hebraicas para “Senhor”? 

“Chegou deveras a época, contudo, em que, ao fazer a leitura das Escrituras Hebraicas na língua original, o leitor judeu, em vez de pronunciar o nome divino, representado pelo Tetragrama, o substituía por ’Adho·naí (Soberano Senhor) ou por ’Elo·hím (Deus). …os copistas judeus inseriram no Tetragrama os sinais vocálicos quer de ’Adho·naí, quer de ’Elo·hím, evidentemente para alertar o leitor a proferir essas palavras, em lugar de pronunciar o nome divino. Na segunda metade do primeiro milênio EC, peritos judeus introduziram um sistema de sinais para representar as vogais ausentes no texto consonantal hebraico. Com referência ao nome de Deus, em vez de inserir os sinais vocálicos corretos dele, colocaram outros sinais vocálicos para lembrar ao leitor que ele devia dizer ʼAdho·naí (que significa “Soberano Senhor”) ou ʼElo·hím (que significa “Deus”).”Estudo Perspicaz das Escrituras, 1988, vol. 2. págs. 494-495

3.  Vocês sabiam que os eruditos concordam que “Jeová” não é a mais correta tradução do nome de Deus? Contudo, a Sociedade Torre de Vigia escolhe usar um nome incorreto para Deus. Porquê?

“Os hebraístas em geral são a favor de “Yahweh” (Iahweh, ou Javé, em Bíblias católicas) como a pronúncia mais provável. …Visto que, atualmente, não se pode ter certeza absoluta da pronúncia, parece não haver nenhum motivo para abandonar, em português, a forma bem conhecida, “Jeová”, em favor de outra pronúncia sugerida.”  Estudo Perspicaz das Escrituras, 1988, vol. 2. págs. Pág. 495

4. Se “Jeová” (uma “forma bem conhecida” do nome de Deus em português), é preferida à tradução mais correta, apenas porque não sabemos a “pronúncia” oficial do nome de Deus, como pode este argumento ser diferente do argumento da minha Bíblia, de que os tradutores escolheram “SENHOR” para o nome de Deus por causa da ambiguidade envolvendo a sua pronúncia e o facto de que “SENHOR” é a rendição “mais conhecida” do nome de Deus usada pelos judeus por séculos?

“A palavra habitual para Amo é Senhor, uma tradução literal de Adonai. Existe ainda um outro nome que é particularmente atribuído a Deus como Seu nome próprio ou especial, que é as quatro letras YHWH (Êxodo 3:14 e Isaías 42:8). Este nome não tem sido pronunciado pelos judeus devido à reverência pela santidade do nome divino. Assim, foi consistentemente pronunciado e traduzido SENHOR. A única exceção a esta tradução de YHWH é quando ocorre na proximidade imediata da palavra Senhor, isto é, Adonai. Nesse caso, é normalmente traduzida DEUS, de modo a evitar confusão.”— “Principles of Translation”, The New American Standard Bible (“Princípios da Tradução”, The New American Standard Bible, edição em inglês)—

5. Se é tão importante que as pessoas conheçam o nome de Deus, de modo a terem uma relação com Ele, porque Deus decidiu que o Seu nome NÃO fosse conhecido por Abraão, Isaque e Jacó? Visto que Deus foi capaz de realizar um “pacto” com eles e estabelecer uma relação íntima SEM revelar o Seu nome, porque as pessoas hoje em dia têm de ler uma incorreta pronunciação do nome de Deus nas suas Bíblias, de modo a conhecer a Deus? 

“E Deus prosseguiu, falando a Moisés e dizendo-lhe: “Eu sou Jeová. E eu costumava aparecer a Abraão, a Isaque e a Jacó como Deus Todo-poderoso, mas com respeito ao meu nome Jeová não me dei a conhecer a eles.”—Êxodo 6:2-3 **

6. Como você se sentiria se os seus filhos começassem a chamá-lo pelo seu primeiro nome, ao invés de o chamar de ‘Pai’ (ou ‘Mãe’)? Não se perguntariam porque o estavam a tratar de modo tão impessoal ao chamá-lo pelo seu nome formal? Visto que os cristãos são chamados de filhos “adotados” de Deus, pode ver porque faz sentido que Jesus tenha ensinado os Seus seguidores a orar “Nosso Pai” em vez de “Nosso Jeová”?

“…Deus enviou o seu Filho, que veio a proceder duma mulher e que veio a estar debaixo de lei, para livrar por meio duma compra os debaixo de lei, para que nós, da nossa parte, recebêssemos a adoção como filhos. Ora, visto que sois filhos, Deus enviou o espírito do seu Filho aos nossos corações, e ele clama: Aba, Pai!” —Gálatas 4:4-6

“Portanto, tendes de orar do seguinte modo: “‘Nosso Pai nos céus, santificado seja o teu nome.”—Mateus 6:9

7. Embora seja verdade que o nome de Deus aparece ao longo das Escrituras Hebraicas do Antigo Testamento, isto não diz nada em relação às Escrituras Gregas do Novo Testamento. Se é importante para os cristãos de hoje usarem o nome de Deus, porque NÃO EXISTE EVIDÊNCIA de que o nome de Deus tenha sido usado pelos escritores cristãos primitivos do Novo Testamento? 

“No caso das Escrituras Gregas Cristãs, o “Novo Testamento”, nenhum antigo manuscrito grego dos livros de Mateus a Revelação hoje disponível contém o nome de Deus por extenso. …Existem hoje milhares de cópias das Escrituras Gregas Cristãs, mas a maioria foi feita durante e após o quarto século de nossa Era Comum. Isto sugere uma possibilidade: Aconteceu algo com o texto das Escrituras Gregas Cristãs antes do quarto século que resultou na omissão do nome de Deus? Os fatos provam que sim.” O Nome Divino Que Durará Para Sempre, 1984, págs. 23-24

8. Como pode a Sociedade Torre de Vigia argumentar que algo tão importante como o nome de Deus desapareceu de cerca de 5.000 cópias dos manuscritos gregos das Escrituras Gregas Cristãs (Novo Testamento), e contudo citar um erudito do grego que confirma que o texto do Novo Testamento de nossas Bíblias foi cuidadosamente preservado sem “nenhumas omissões importantes”? Será que Jeová falhou em manter a Sua promessa de preservar a Sua Palavra?

“Há, das Escrituras Gregas Cristãs, cerca de 5.000 em grego, a mais antiga datando do começo do segundo século EC. Existem também muitas cópias das primeiras traduções em outros idiomas. …Sir Frederic Kenyon escreveu: “A primeira e mais importante conclusão a que se chega à base do exame deles… é a conclusão satisfatória de que eles confirmam a exatidão essencial dos textos existentes. …Não há nenhumas omissões ou adições importantes de trechos nem variações que afetem fatos ou doutrinas vitais.” Raciocínios à Base das Escrituras, 1989 ed., pág. 69

“…mas, quanto à palavra de nosso Deus, ela durará por tempo indefinido.” —Isaías 40:8

“Céu e terra passarão, mas as minhas palavras de modo algum passarão.” —Mateus 24:35

“…a declaração de Jeová permanece para sempre”. Ora, esta é a “declaração”, esta que vos foi anunciada como boas novas.” —1 Pedro 1:25

9. Em vista da evidência que temos da exatidão dos manuscritos das Escrituras Gregas Cristãs do Novo Testamento, a que “factos” apela a Sociedade Torre de Vigia, de modo a provar que o nome de Deus foi removido destes manuscritos?

“Podemos ter certeza de que o apóstolo Mateus incluiu o nome de Deus no seu Evangelho. Por quê? Porque ele o escreveu originalmente em hebraico.” O Nome Divino Que Durará Para Sempre, pág. 24

10. Será que a Torre de Vigia recorre a uma cópia de um manuscrito hebraico do Novo Testamento do Evangelho de Mateus, que não contém as quatro letras do nome de Deus? 

“Encontra-se o Tetragrama (as quatro letras hebraicas do nome de Deus) no texto hebraico de Mateus, copiado pelo médico judeu Shem-Tob ben Isaac Ibn Shaprut, do século 14? Não, não se encontra ali. No entanto, este texto de Mateus usa 19 vezes hash·Shem’ (escrito por extenso ou abreviado)… A palavra hebraica hash·Shem’ significa “o Nome”, que certamente se refere ao nome divino.”  A Sentinela, 15 de Agosto, 1997, pág. 30

11. Visto que as cópias do manuscrito de Mateus não contêm o nome de Deus mas apenas contêm a expressão hebraica que substitui o nome de Deus, como pode a Sociedade Torre de Vigia ser capaz de afirmar que Mateus não usou esta mesma expressão substituta para o nome de Deus no seu manuscrito original? Novamente, em que “factos” pode a Sociedade Torre de Vigia basear-se de modo a apoiar a sua afirmação de que o nome de Deus foi removido das Escrituras Gregas Cristãs do Novo Testamento?

“Bem, alguns fragmentos antiqüíssimos da Versão Septuaginta, que até mesmo existiam nos dias de Jesus, sobreviveram até os nossos dias, e é notável que o nome pessoal de Deus aparece neles.” O Nome Divino Que Durará Para Sempre, pág. 24

12. O que é a Septuaginta? Será que contém alguns dos livros das Escrituras Gregas Cristãs do Novo Testamento?

“…cerca de 72 eruditos judeus estiveram envolvidos naquela primeira tradução escrita das Escrituras do hebraico para o grego. Mais tarde começou-se a usar o número redondo 70. Por isso, a versão foi chamada de Septuaginta, que significa “70”, e recebeu a designação LXX, que representa 70 em algarismos romanos. No fim do segundo século AEC, todos os livros das Escrituras Hebraicas podiam ser lidos em grego. De modo que o nome Septuaginta passou a referir-se às inteiras Escrituras Hebraicas traduzidas para o grego.” A Sentinela, 15 de Setembro, 2002, pág. 27

13. Visto que a tradução Septuaginta do VELHO TESTAMENTO das Escrituras Hebraicas não contém nenhum dos livros das Escrituras Gregas Cristãs do NOVO TESTAMENTO, como pode a inserção do nome divino na Septuaginta, provar que o nome de Deus estava nos manuscritos gregos originais do NOVO TESTAMENTO? Se o nome de Deus havia sido removido das Escrituras Gregas do Novo Testamento, assim como havia sido removido do Antigo Testamento na Septuaginta, não seria de esperar encontrar evidência destas mudanças, por encontrar variações do nome de Deus nos manuscritos gregos do Novo Testamento, assim como essas variantes são encontradas na Septuaginta?

“O nome de Deus permaneceu nas traduções gregas do “Antigo Testamento” por mais algum tempo. …A Remoção do Nome …o nome, embora aparecesse nos manuscritos, era cada vez menos usado. (Mateus 13:24-30; Atos 20:29, 30) Por fim, muitos leitores nem sabiam mais o que ele era, e Jerônimo diz que em sua época “certos ignorantes, devido à similaridade dos caracteres, ao encontrarem [o Tetragrama] nos livros gregos, acostumaram-se a ler ΠΙΠΙ”  O Nome Divino Que Durará Para Sempre, pág. 24-25

14. Onde você procura para encontrar, quer os caracteres hebraicos הוהYי ou os caracteres gregos ΠΙΠΙ usados por “certos ignorantes” para o nome de Deus, nos manuscritos gregos do Novo Testamento cristão? Não existem em lado nenhum para ser encontrados! Se o nome Deus foi removido, porque esta evidência falta completamente, não apenas dos 5.000 manuscritos gregos parciais ou completos que possuímos do Novo Testamento das Escrituras Cristãs (14 deles datando até mesmo ao 2º e 3º séculos) mas também das 36.000 citações do Novo Testamento feitas pelos primeiros pais da igreja? Foi o nome de Deus removido também dos seus manuscritos? Note os seguintes exemplos:

15. Em Mateus 6:9, Jesus ensinou Seus discípulos a orar: “Nosso Pai nos céus, santificado seja o teu nome”. Como poderia Jesus “santificar” (separar como santo) o nome de Deus, se Ele chamou Deus de “Pai”, em vez de usar Seu nome pessoal na Sua oração? 

“…Ademais, devemos ter presente que os nomes naquele tempo possuíam verdadeiro significado, e não eram apenas “rótulos” para identificar a pessoa, como o são atualmente. … Dirigir-se Moisés aos israelitas em “nome” Daquele que o enviou significava que era o representante Dele, e a enorme autoridade com que Moisés falaria seria determinada por esse nome e seria proporcional a ele, ou com o que representava. …vemos imediatamente que conhecer o nome de Jeová é algo bem diferente de se conhecer as quatro letras que o compõem. É saber por experiência que Jeová realmente é aquilo que seu nome declara que é.”  Estudo Perspicaz das Escrituras, vol. 2, pág. 501

16. Visto que a Sociedade Torre de Vigia concorda que: “conhecer o nome de Jeová é algo bem diferente de se conhecer as quatro letras que o compõem. É saber por experiência que Jeová realmente é aquilo que seu nome declara que é”, pode ver porque os verdadeiros cristãos hoje em dia “santificam” o nome de Deus, não por promover “as quatro letras que o compõem”, mas por ensinar quem realmente Deus é?

===========

** Todas as escrituras são citadas da Tradução do Novo Mundo.

Print Friendly, PDF & Email

This post is also available in: EspanholTchecoInglês