A História da Saída de Carlene das Testemunhas de Jeová

carleneO TESTEMUNHO DE CARLENE

Crescendo num lar cristão, Carlene gostava de ler a Bíblia mas era espiritualmente faminta porque as suas questões não estavam sendo respondidas na sua igreja domiciliar. Quando as Testemunhas de Jeová pareceram ter uma resposta para cada questão que ela tinha, ela e o marido foram batizados. Servindo a organização Torre de Vigia por mais de 20 anos antes de Cristo abrir seus olhos, ela agora tem um coração para ajudar outros na sua saída.

Eu cresci como Luterana. Eu gradualmente deixei de frequentar a igreja na minha adolescência. Eu gostava de ler a Bíblia, mas não sentia que os serviços da igreja respondessem às minhas perguntas bíblicas.

Aos 21 anos, namorei com o meu futuro marido, cuja mãe acabara de se tornar uma Testemunha de Jeová. Ela deu-me o livro “Viver Para Sempre”. Fiquei emocionada quando achei que todas as minhas perguntas bíblicas haviam sido respondidas nesse livro. Eu então, comecei a estudar com as Testemunhas de Jeová.

Depois de casar, o meu marido e eu, fomos batizados em 1972. Eu queria dedicar-me a fazer o trabalho de Jeová na pregação. Nós ansiosamente pusemos de lado as coisas materiais e as oportunidades de carreira para sair no ministério, tanto quanto possível, uma vez que precisávamos de avisar os outros de que o fim estava chegando em breve (1974 ou 1975).

A minha família opôs-se muito ao meu movimento religioso, mas fui avisada com antecedência para não deixá-los fazer-me tropeçar. Tive que cortar com todas as amizades antigas. Achava que, com o tempo, eles aprenderiam a “verdade” também. Então, eu fui uma ativa publicadora Testemunha de Jeová de 1972-1993 e fielmente gastei tempo no ministério de porta em porta. Eu era pioneira auxiliar e fazia designações nas reuniões semanais.

Durante o início de 1990, comecei a sentir como se não estivesse ajudando ninguém espiritualmente. Comecei a questionar inúmeras regras da Sociedade e regulamentos que pareciam ser antibíblicos, como relatar o tempo que passava no ministério (de porta em porta e na rua). Parecia que as experiências importavam, não o tempo despendido. Eu também queria saber porque Jesus não era muito falado nas “reuniões”. Ele parecia ter um lugar secundário para a Sociedade Torre de Vigia, que afirmava ser o “canal” para Deus. Ninguém se atrevia a discordar da Sociedade Torre de Vigia. Se você não entendesse a princípio, era-lhe dito para esperar em Jeová e obedecer às regras, quer fossem certas ou erradas.

No início de 1990, eu disse aos meus filhos que as Testemunhas de Jeová teriam que mudar a sua interpretação das Escrituras em Mateus 24:34: “Esta geração de modo algum passará até o fim chegar”. Com certeza, por volta de 1993, a Sociedade Torre de Vigia, num súbito momento, alterou o significado desse texto de uma geração literal, para um período de tempo indefinido. Essa foi a minha última reunião! Percebi então que toda a interpretação das Escrituras era sujeita a alterações, segundo os caprichos da Sociedade Torre de Vigia.

Durante os 10 anos seguintes, eu não fui ao Salão do Reino ou li uma Bíblia. Eu desenvolvi um problema com o álcool. Pela graça de Deus, em 2004, eu tive que parar de beber por causa da minha saúde. O meu filho e nora, que são cristãos, estavam a partilhar as Escrituras comigo. Fiquei espantada com o que dizem as Escrituras. Finalmente, eu rezei por orientação e comecei a ler a Bíblia e a fazer perguntas. Havia muitos textos que eu nunca tinha lido que explicam quem é Deus e o Seu propósito para a humanidade. Eu estava chocada e senti raiva por ter sido enganada por 30 anos por esta falsa religião. Membros da família me disseram para orar, estudar, e ir online e ler outros testemunhos de Ex-Testemunhas de Jeová. Fiquei espantada com a forma como muitas outras pessoas tiveram a mesma história que eu tinha.

Depois de orar e estudar durante meses, foi como se uma luz se acendesse. Seguir a Cristo tornou-se uma alegria, não uma lista de regras e regulamentos. Percebi pelas Escrituras quem o Pai, o Filho e o Espírito Santo realmente são. Redenção através de Cristo é o tema da Palavra de Deus e pela graça, eu fui salva. Compartilhar o evangelho com todos se tornou agora a minha missão. Eu sinceramente quero ajudar outras pessoas que estão tentando deixar a organização das Testemunhas de Jeová e sei que só posso fazer isso com base no Espírito Santo. Deixar as Testemunhas de Jeová, foi verdadeiramente como correntes que caíram.

Felizmente e muito em dívida, eu tenho agora sido uma cristã desde 2005. Eu desliguei-me das Testemunhas de Jeová em 2008. Isto teve um preço, visto que o meu marido e a minha filha são ainda parte da organização. O meu marido não discute a Bíblia comigo e me considera uma “apóstata”. Ele também aconselhou a minha filha a limitar a associação comigo. Tem sido doloroso de lidar, mas com Cristo tudo é possível.

A minha caminhada diária com Cristo é uma alegria. Tenho o compromisso de ser uma seguidora de Cristo e sentir que o Espírito Santo está trabalhando em mim. Peço orientação para dar um bom exemplo à minha família, estudar a sua Palavra diariamente e me dedico a ajudar os outros a aprender sobre Cristo. Estou aliviada porque os meus pecados são perdoados e tenho esperança de viver com Cristo para a eternidade. Eu sei que toda a minha vida vai ser uma viagem e estou ansiosa para ver onde Deus me leva. Sou grata a cada dia que Deus me tirou das Testemunhas de Jeová.

 

Print Friendly, PDF & Email

This post is also available in: Espanhol Tcheco Italiano Russo Inglês Portuguese