Será que as crenças das Testemunhas de Jeová provam que apenas elas são a única religião verdadeira?

Only True Religion

SERÁ QUE AS CRENÇAS DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ PROVAM QUE APENAS ELAS SÃO A ÚNICA RELIGIÃO VERDADEIRA? — 10 Perguntas para as Testemunhas de Jeová sobre Como Determinar a Religião Verdadeira

Nota: Toda PDF são apenas em Inglês.

 

 Uma tática comum usada por aqueles que se opõem às crenças das Testemunhas de Jeová é apresentar documentação fotocopiada da literatura da Torre de Vigia, que demonstra como a Sociedade Torre de Vigia tem alterado suas crenças e práticas ao longo dos anos. Exemplos dessas mudanças que são comumente discutidas são dadas nas páginas 200-201 do livro de 1993, da Sociedade Torre de Vigia, entitulado Testemunhas de Jeová — Proclamadores do Reino de Deus. Nessas páginas, a Sociedade Torre de Vigia admite que nos anos 20, as Testemunhas de Jeová celebravam os feriados, incluindo o Natal e aniversários, usavam a cruz como símbolo de identificação e até mesmo a usavam como símbolo na capa da “Watch Tower” de 1891 a 1931.

Na página 201, a Sociedade Torre de Vigia admite que até 1928, as Testemunhas de Jeová defendiam os ensinos do seu fundador Charles T. Russell, que acreditava que a Grande Pirâmide Egípcia de Gizé era a “pedra de testemunho de Deus” e que este ensino contribuiu para o entendimento das Testemunhas de Jeová sobre os “períodos bíblicos” anteriores a 1928. Nas  páginas 47-48  do livro Proclamadores da Torre de Vigia, a Sociedade reconhece que as Testemunhas de Jeová seguiram a convicção de Russell, de que a “presença invisível de Cristo já começara em 1874”, por distribuir a revista de Russell Zion’s Watch Tower and Herald of Christ’s Presence (Torre de Vigia de Sião e Arauto da Presença de Cristo) tão cedo como 1879. Visto que as Testemunhas de Jeová agora proclamam que a presença de Cristo começou em 1914, em vez de em 1874 (conforme a página 135), a Sociedade admite que as Testemunhas de Jeová proclamaram que o domínio dos governos mundiais iriam terminar completamente em 1914, mas reajustaram o seu pensamento, quando as suas expectativas falharam, ensinando o que acreditam atualmente: que a data de 1914 apenas marca o início do “governo do Reino” de Jesus (isto é, a Sua presença), em vez de a aniquilação das instituições humanas.

Nasn páginas 163, 76, e 78, a Sociedade Torre de Vigia até mesmo admite o fracasso da sua profecia de 1925, quando discute como as Testemunhas de Jeová distribuíram o folheto Milhões que Agora Vivem, Jamais Morrerão, que declarava “que 1925 marcará o regresso [dos mortos] de Abraão, Isaque e Jacó e os profetas fiéis do passado …à condição da perfeição humana” e mostram uma fotografia da “Casa dos Príncipes” (Beth-Sarim), construída em San Diego nos anos 20 para o retorno antecipado desses homens fiéis da antiguidade.

Finalmente, a Sociedade admite a sua profecia falhada de 1975 na página 633, por desculpar esta data como um mero desapontamento ou expectativa errada, baseada em cálculos de tempo incorretos. Elas afirmam que as expectativas falsas em redor desta data e outras resultaram em testar e “peneirar” aqueles que na organização Torre de Vigia não estavam firmemente dedicados a Jeová e à Sua Palavra. Assim, as Testemunhas de Jeová são ensinadas a atribuir todas estas mudanças sobre as cronologias do tempo do fim, doutrinas e práticas, como sendo meras imperfeições humanas que Jeová Deus permitiu na Sua organização, de modo a purificar (testar) a devoção de Seus seguidores.

PORQUE A APRESENTAÇÃO DAS MUDANÇAS DOUTRINAIS DA SOCIEDADE
PODERÁ NÃO REFUTAR A REIVINDICAÇÃO DA SOCIEDADE DE SER A “VERDADE”:

Além de acreditarem que Jeová Deus refina e purifica a Sua organização, por testar a devoção dos Seus seguidores através da permissão das imperfeições humanas e expectativas erradas sendo promovidas no seio da organização, as Testemunhas de Jeová são ensinadas a virarem-se para Provérbios 4:18 para apoio de suas mudanças doutrinais da “verdade”. Esta passagem na sua Bíblia Tradução do Novo Mundo reza: 

Mas a vereda dos justos é como a luz clara que clareia mais e mais até o dia estar firmemente estabelecido.”

Visto que este texto proclama que a vereda das pessoas justas “clareia mais e mais”, as Testemunhas de Jeová acreditam que o facto de receberem “nova luz” sobre as suas doutrinas ao longo dos anos, em vez de permanecerem firmes em velhas práticas erradas, é evidência de que são guiadas por Jeová Deus. Assim, quando uma pessoa questiona como uma organização que afirma ser “a verdade” pode mudar ao longo do tempo quando a própria verdade não muda, as Testemunhas de Jeová respondem por concordar que a verdade não muda, mas que é apenas o seu entendimento humano da verdade que muda, baseado no conceito de que a luz brilha mais.

Deste modo, as Testemunhas de Jeová hoje em dia são inoculadas contra preocupações sobre estes assuntos. Quando são desafiadas sobre como podem ter certeza que o que agora ensinam é “a verdade”, quando o seu conceito de “verdade” poderá mudar no futuro, a maioria permanece despreocupada porque acreditam que Jeová Deus continuará a purificar e refinar a Sua organização ao longo do tempo quando Ele achar apropriado. Assim, elas acreditam que elas serão julgadas por Jeová Deus (não por abraçar a verdadeira doutrina em todos os aspetos), mas por sua lealdade em seguir o “canal de comunicação” de Jeová Deus (Sua organização, apesar das imperfeições humanas ou doutrinas “não refinadas” que alguém possa encontrar. Desta maneira, elas irão-lhe dizer que o que lhes interessa mais NÃO é o que a Sociedade ensinou anos atrás, mas antes, o que ela ensina atualmente e se a organização Torre de Vigia se destaca de todas as outras religiões do mundo como tendo a doutrina mais correta de qualquer religião neste momento.

PERGUNTAS A FAZER SOBRE COMO AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁTO DETERMINAM A VERDADEIRA RELIGIÃO

1.  Será que as Testemunhas de Jeová acreditam que existe apenas “uma” religião verdadeira? 

Jesus instituiu uma só religião cristã verdadeira. De modo que hoje deve haver apenas um só corpo, ou grupo, de verdadeiros adoradores de Jeová Deus. O Que Deus Requer de Nós?, pág. 26

2.  Que critério as Testemunhas de Jeová usam para identificar esta “única” religião verdadeira?

Como podemos identificar os verdadeiros cristãos? O que mais destaca os verdadeiros cristãos é que têm verdadeiro amor entre si.não participam em guerras. …Outra particularidade da religião verdadeira é que seus membros têm um profundo respeito pela Bíblia. …A religião verdadeira também precisa honrar o nome de Deus. … Os verdadeiros cristãos têm de pregar o Reino de Deus. …Os discípulos de Jesus não devem fazer parte deste mundo iníquo. (João 17:16) Não se envolvem nos assuntos políticos, nem nas controvérsias sociais. …Pode você identificar na sua localidade o grupo religioso que tem estes sinais identificadores, que destacam o verdadeiro cristianismo? O Que Deus Requer de Nós?, 1996, págs. 26-27

  • NOTA: Quando uma Testemunha de Jeová é questionada acerca do critério que ela usa para determinar que esta religião é “a verdade”, a maioria irá mencionar o critério acima citado e alguns também poderão adicionar outros aspectos, tais como a doutrina da Trindade, inferno e a imortalidade da alma, junto com a ideia de que elas são “separadas” do mundo por não celebrar feriados. Anote esta lista de critérios e a seguir faça as seguintes perguntas:
3.  Você sabia que as Testemunhas de Jeová não são a única religião que ensina estas doutrinas? A seguinte lista de grupos não apenas adere estritamente aos padrões da Bíblia, mas eles pregam o Reino, divulgam o nome de Deus como “Yahweh”, rejeitam a Trindade, inferno e a imortalidade da alma humana e não participam em celebrações de feriados pagãos e política. Estão estas religiões também “na verdade”? 

ASSEMBLEIA DE YHWHHOSHUA:

“As várias igrejas nos Estados Unidos, de uma forma ou de outra, estão num estado de desobediência para com as leis de YHWH. Assim não podemos comungar com estas igrejas iníquas. …O verdadeiro Nome revelado do Todo-Poderoso é YHWH. É bastante claro a partir destas passagens que o Seu NOME não é para ser mudado. Na Rei Jaime (KJV) e outras versões da bíblia, tradutores traduziram erradamente o Nome Divino, YHWH, pelas palavras “SENHOR” e “DEUS”, em vez de “ELOHIM”, o título hebraico para o Ser Supremo. Nas línguas originais, o título “SENHOR” é “BAAL”, que é o ídolo supremo da Babilónia pagã. “ADONIS”, “ADONAI” OU “ADON” é o ídolo feniciano e grego da beleza, de onde se origina o nome “JEOVÁ”. …Os membros da assembleia de YHWHHOSHUA devem estar separados das instituições, costumes, tradições, estilos e prazeres carnais dos Estados Unidos, bem como do mundo. Um membro de modo algum deve participar nos assuntos e práticas do mundo. …Assim, um servo de YHWH não pode votar ou contribuir para ou aceitar quaisquer benefícios das instituições dos Estados Unidos. …nem lhe pode ser permitido ser um oficial do governo, um jurado ou servir nas Forças Armadas. …Natale qualquer celebração pagã não são celebradas nesta assembleia, por causa da festança contida em tais celebrações, assim como nos nomes pagãos e origens que elas representam.” — (Edição em inglês)Encyclopedia of American Religions (Enciclopédia das Religiões Americanas), vol. 2, págs. 398-400

  • NOTA: Ao citar os ensinos da Assembleia de YHWHHOSHUA com respeito ao nome sagrado de Deus, é importante realçar o cuidado que eles têm de representar acuradamente a verdadeira forma do nome de Deus, remontando à sua raiz nos caracteres hebraicos (הוהYיYHWH), em vez de confiar em alguma forma alterada do nome de Deus, tal como a forma “Jeová” encontrada na Bíblia Tradução do Novo Mundo das Testemunhas de Jeová. Assim como as Testemunhas de Jeová, este grupo também proclama que os títulos de “Senhor” e “Deus”, que têm sido usados como substitutos em muitas modernas versões da Bíblia, distorcem a proclamação do nome de Deus. Contudo, eles vão um passo além em denunciar qualquer corrupção do nome de Deus por afirmar que até mesmo a forma “Jeová”, usada pelas Testemunhas de Jeová, é derivada do “ídolo feniciano e grego da beleza”. Assim, com esta informação, você pode desafiar as Testemunhas de Jeová com a ideia de que elas não são tão puras em proclamar o nome de Deus como este grupo parece ser. Para mais informação sobre o tópico do nome de Deus, veja:

ASSEMBLEIAS DOS CHAMADOS DE YAH:

“As assembleias seguem as principais ideias do Movimento do Nome Sagrado e são bastante claras na sua rejeição, das posições Trinitariana, quer da “Unidade” ou “Apenas Jesus” de alguns Pentecostais. …Os membros das assembleias refreiam-se do dever militar mas aceitam serviço humanitário alternativo. …De acordo com as assembleias, os Chamados de Yah consistem de uma grande multidão (que nenhum homem pode contar) de todas as nações sendo chamados por Yah de todas as religiões Babilónicas para servir com Yeshuah no seu vindouro reino.” —Encyclopedia of American Religions  (Edição em inglês)(Enciclopédia das Religiões Americanas), 5ª Edição, por J. Gordon Melton, (Gale Group, 1996), pág. 528

ASSEMBLEIAS DE YAHWEH:

“As Assembleias também publicam a sua própria versão das Sagradas Escrituras. …As Assembleias ensinam a necessidade dos crentes afirmarem os nomes divinos Yahweh e Yahshua. …É mantida uma posição não-Trinitariana. …Não-violência e objeção de consciência à guerra são enfatizadas. A Assembleias de Yahweh é liderada por um ancião diretamente como o pastor terrestre debaixo do Salvador, Yahshua, o Messias. …Assembleias filiadas estão localizadas em 50 países ao redor do mundo. O grupo missionário, estrangeiro e nacional, está concentrado através da Sacred name Broadcast, escutada em mais de 24 estações nos Estados Unidos (a partir de 1995) e em 75 países estrangeiros. …Os membros filiados são encontrados em 115 países.” —Encyclopedia of American Religions (Edição em inglês)(Enciclopédia das Religiões Americanas), 5ª Edição, por J. Gordon Melton, (Gale Group, 1996), pág. 529

NOTA: A importância de listar a informação internacional sobre este grupo é para provar que esta religião tem seguidores a nível internacional. Assim, eles não são um tipo de grupo obscuro que não estão pregando o Reino em todo o mundo. Este grupo não vai de porta-em-porta, assim como o apóstolo Paulo também não foi de porta-em-porta em todas as cidades onde ele pregou. Como exemplo, você pode mostrar Atos 17:1-4, 16-34, onde Paulo limita a sua pregação à sinagoga e às feiras públicas que se encontravam nas cidades de Tessalônica e Atenas. Assim, tendo uma divulgação através da “Sacred name Broadcast”, eles podem efetivamente cumprir a mesma tarefa de pregar internacionalmente o Reino, assim como o método porta-a-porta das Testemunhas de Jeová. Para mais informações como rebater o argumento da pregação de porta-em-porta das Testemunhas de Jeová, veja o seguinte artigo:

CASA DE YAHWEH (Abilene, Texas e Odessa, Texas):

“A Casa de Yahweh realiza um programa de edição ativo que inclui uma revista mensal, um número de folhetos sobre vários assuntos doutrinais e uma nova versão das Sagradas Escrituras com um novo santo nome: O Livro de Yahweh. …festividades tais como o Natal, Páscoa, Dia das Bruxas e o Domingo como dia de adoração são condenados como pagãos e não-Bíblicos. Yahshua nasceu na primavera (por volta da Páscoa), e não em Dezembro.” (Edição em inglês)Encyclopedia of American Religions (Enciclopédia das Religiões Americanas), 5ª Edição, por J. Gordon Melton, (Gale Group, 1996), pág. 531

CRISTADELFIANOS:

Os Cristadelfianos rejeitam a Trindade. Eles acreditam em um único Deus supremo… na punição eterna dos iníquos, mas não num tormento eterno; no inferno, não como lugar de tormento, mas como a sepultura; na ressurreição do justo e injusto; na completa aniquilação dos iníquos… na segunda vinda de Cristo para estabelecer o seu reino na terra, que será preparada para a morada eterna dos santos…”  (Edição em inglês) The New Schaff-Herzog Encyclopedia of Religious Knowledge (A Nova Enciclopédia Schaff-Herzog do Conhecimento Religioso), (Baker Book House, Grand Rapids, MI, 1967)  vol. III, pág. 38

Os Cristadelfianos não tomam parte na política, voto ou serviço militar.” (Edição em inglês)The The Oxford Dictionary of World Religions (O Dicionário de Oxford das Religiões do Mundo), John Bowker, ed. (Oxford, NY: Oxford University Press, 1997), pág. 216

4.  Como podem as Testemunhas de Jeová qualificar-se como a única religião verdadeira que Jeová Deus hoje em dia aprova, se o seu critério para determinar “a verdade” não é exclusivo apenas a elas? Visto que este critério pode ser encontrado em outras religiões, não prova isto que a religião das Testemunhas de Jeová não é a “única” religião verdadeira na terra hoje em dia? 

  • NOTA: Algumas Testemunhas de Jeová podem argumentar que visto que já que nunca ouviram falar destas grupos religiosos, a pregação mundial destes grupos deve ser muito pequena para ter a aprovação de Jeová. Se usarem este argumento, pergunte simplesmente:
    • Desde quando Jeová Deus olhou para o tamanho de um grupo para determinar o valor daqueles que o representam? Não disse Jesus em Mateus 7:13-14: “Entrai pelo portão estreito; porque larga e espaçosa é a estrada que conduz à destruição, e muitos são os que entram por ela; ao passo que estreito é o portão e apertada a estrada que conduz à vida, e poucos são os que o acham.” — Tradução do Novo Mundo?

    • Embora Jeová tenha designado a nação de Israel para o representar em determinado momento da história, Jesus e Seu pequeno número de discípulos substituíram o primeiro canal de Jeová quando Israel se tornou infiel. Então, como sabemos se a Sociedade Torre de Vigia não se tornou infiel e foi substituída por um grupo religioso mais pequeno assim como um destes?

  • NOTA: Outra objeção que alguém pode enfrentar é a ideia de que alguns destes grupos aceitam doutrinas adicionais que as Testemunhas de Jeová sentem que não são corretas. Por exemplo, os Cristadelfianos ensinam que Satanás não é uma pessoa e alguns (embora não todos), dos movimentos do Nome Sagrado alistados acima levam a sua separação do mundo a um nível muito mais elevado do que as Testemunhas de Jeová, ao recusarem-se a pagar o imposto de renda. Se estas objeções surgirem, simplesmente relembre às Testemunhas de Jeová que Jeová está sempre no processo de “refinar” o Seu povo e se Ele designou um destes grupos para substituírem a religião das Testemunhas de Jeová, alguém deve esperar com “paciência” que estes erros doutrinais sejam “refinados” com a “nova luz” que surgirá com o tempo. As Testemunhas de Jeová certamente irão ver o seu ponto de vista, pois ele ou ela foram treinados a usar este argumento para desculpar quaisquer erros doutrinais que podem ser encontrados na organização Torre de Vigia.

5.  Será que a Sociedade Torre de Vigia afirma que Jesus designou esta organização no começo da sua presença, entre 1914-1919 para fornecer alimento espiritual aos Seus seguidores? 

TEMPO DE INSPEÇÃO PELO AMO DO ESCRAVO …Todos os fatos do caso argumentam que o Amo veio naquele tempo para a obra de inspeção… Podiam elas provar, pela sua última atuação até 1919, que elas mesma’ eram a classe do composto “escravo fiel e discreto” do Senhor e Amo celestial, Jesus Cristo? … Até o ano de 1919 E.C., eles se haviam esforçado a dar “alimento no tempo apropriado” aos da “família da fé” ou aos “domésticos”… Não só constituiu a regularidade em servir o alimento espiritual um problema, mas também se devia considerar a qualidade do próprio alimento. Neste respeito, o grupo de cristãos odiados e perseguidos, que sempre procuravam ser escravos fiéis de Jesus Cristo, enfrentou a prova.” Aproximou-se o Reino de Deus de Mil Anos, 1973, págs. 349-351

6.  Em Mateus 24:23-24, Jesus avisou Seus discípulos de que falsos profetas iriam proclamar que a Sua presença havia começado quando não havia. Visto que as Testemunhas de Jeová falsamente proclamaram 1874 como a data da presença de Cristo por 50 anos (1879-1929), como pode Jesus ter escolhido um grupo religioso para representar Jeová Deus, que estava fazendo EXATAMENTE o oposto do que Ele havia alertado os Seus seguidores para não fazerem?

Russell também ficou persuadido de que a presença invisível de Cristo começara em 1874. Mais tarde, chamou-se atenção para isso mediante o subtítulo “Arauto da Presença de Cristo” que aparecia na capa da revista Zion’s Watch Tower.Testemunhas de Jeová — Proclamadores do Reino de Deus, 1993, págs. 133-134

“Certamente, não existe a menor sombra de dúvida na mente de um verdadeiro consagrado filho de Deus de que o Senhor Jesus está presente e tem estado desde 1874.” (Edição em inglês) A Torre de Vigia, 1 de Janeiro, 1924, pág. 5

“A prova bíblica é de que a segunda presença  do Senhor Jesus Cristo começou em 1874 A.D.” (Edição em inglês) Profecia, 1929, pág. 65

7. Não só as Testemunhas de Jeová estavam violando a ordem de Jesus contra profetizar falsamente a Sua presença durante o tempo da Sua alegada “inspeção”, como NÃO seguiram o “verdadeiro” critério que as Testemunhas de Jeová hoje afirmam ser a prova de que são a verdadeira religião. Iria Jesus designar um grupo que violasse esses princípios por celebrar feriados, participando no esforço de guerra dos EUA, distorcendo a identidade de Miguel, o arcanjo e proclamando que Russell era para ser adorado como o “escravo fiel” de Mateus 24:45?   

CELEBRARAM O NATAL:

“…visto que a celebração do nascimento de nosso Senhor não é uma matéria de designação ou ordem divina, mas meramente um tributo por respeito a ele, não é necessário para nós tropeçarmos particularmente acerca da data. Nós podemos muito bem juntarmo-nos ao mundo civilizado em celebrar o grande evento no dia em que a maioria celebra — o “dia de Natal”.  (Edição em inglês)  Torre de Vigia de Sião,1 de Dezembro, 1904, págs. 363-365 [Reprints pág. 3468]

Esta foi a sua última celebração do Natal no Betel de Brooklyn, em 1926.”Testemunhas de Jeová — Proclamadores do Reino de Deus, 1993, pág. 200

PARTICIPARAM NO ESFORÇO DE GUERRA:

Não poderia haver nada contra as nossas consciências em ir para o exército. Para onde quer que vamos poderemos levar o Senhor connosco, o Capitão da nossa salvação e para onde formos nós iremos encontrar oportunidades de o servir e à sua causa.” (Edição em inglês)Torre de Vigia de Sião, 15 de Abril, 1903, págs. 120-121 [Reprints, pág. 3180]

“Um cristão, não disposto a matar, poderia ter sido conscientemente incapaz de comprar títulos do governo; mais tarde ele …compreende que a nação está em apuros e enfrentando perigos à sua liberdade e ele conscientemente sente-se capaz de emprestar algum dinheiro ao país, assim como emprestaria a um amigo em aflição.” (Edição em inglês) Torre de Vigia de Sião, 1 de Junho, 1918, págs. 168-169 [Reprints, pág. 6268]

“…encontrou o restante em necessidade de refinação e de purificação. Por exemplo, A Sentinela (em inglês) havia exortado seus leitores a reservar o dia 30 de maio de 1918 como dia de oração pela vitória das potências democráticasIsto importava numa violação da neutralidade cristã.” A Sentinela, 15 de Junho, 1987, pág. 15

Durante um período relativamente curto, na época da Primeira Guerra Mundial, os do restante do Israel espiritual não se mantiveram inteiramente puros e enquadrados na vontade de Deus. Alguns deles estavam manchados com erros doutrinais e transigiram por não adotarem uma posição clara a favor de Jeová quando sofreram pressões para apoiar as nações em guerra.” A Sentinela,15 de Fevereiro, 1996, pág. 14

AFIRMARAM QUE MIGUEL O ARCANJO NÃO ERA JESUS MAS ANTES O PAPA:

“Por isso, é dito: “E todos os anjos de Deus o adorem”, [isso deve incluir Miguel, o líder dos anjos, por isso Miguel não é o Filho de Deus] e a razão é, porque ele tem “por herança, obtido um Nome mais excelente do que eles.” (Edição em inglês) Torre de Vigia de Sião, Novembro 1879, pág. 4 [Reprints, p. 48]

“12:7. E houve guerra no céu. — Entre os dois poderes eclesiásticos, a Roma pagã e a Roma Papal. Miguel. — “Quem é Deus”, o Papa.—B275; C62. E seus anjos. — Os Bispos.” (Edição em inglês) O Mistério Consumado, 1917, pág. 188

DEFENDERAM A “ADORAÇÃO DE CRIATURAS” REFERENTE A CHARLES T. RUSSELL:

Com o passar do tempo, contudo, a idéia que muitos adotaram era que o próprio C. T. Russell fosse o “servo fiel e prudente”. Isto levou alguns ao laço da adoração de criaturas.” —Anuário das Testemunhas de Jeová, 1976, pág. 88

“…a criatura terrestre colocada em destaque acima de todas as outras é o mensageiro da Igreja de Laodicéia—“esse sábio e fiel servo” do Senhor—CHARLES TAZE RUSSELL.” (Edição em inglês) O Mistério Consumado, 1917, pág. 5

Charles Taze Russell, tu tens, pelo Senhor, sido coroado um rei, e através dos tempos eternos o teu nome será conhecido entre as pessoas, e teus inimigos virão e adorarão a teus pés”. A Torre de Vigia, 1 de Dezembro, 1916, pág. 377 (Edição em inglês)

Muitos dos que foram peneirados naquele tempo agarravam-se ao conceito que uma pessoa única, Charles Taze Russell, era o “servo fiel e prudente” predito por Jesus em Mateus 24:45-47 (Almeida)… Em especial depois de sua morte, a própria revista Watch Tower expressou esse conceito por vários anos.”Testemunhas de Jeová—Proclamadores do Reino de Deus, 1993, pág. 626

8.  Visto que as Testemunhas de Jeová foram culpadas de adoração falsa por muitos anos, como poderiam ter preenchido as qualificações para serem designadas como o “escravo fiel” durante a alegada inspecção deles por Jesus em 1919?

  • NOTA:  Diversas objeções a este argumento podem ser levantadas nesta altura. Elas são as seguintes: 1) Alguns podem afirmar que as Testemunhas de Jeová eram a mais correta das religiões que existiam quando elas foram fundadas em 1879. 2) Alguns podem argumentar que Jesus disse aos Seus seguidores que eles seriam perseguidos, e de facto as Testemunhas de Jeová têm sido perseguidas, provando assim que elas são a verdade. 3) Elas podem apontar para o forte crescimento das Testemunhas de Jeová em todo o mundo para tentar provar que elas são a única religião verdadeira. Estas objeções podem ser respondidas com a seguinte documentação:

OUTRAS RELIGIÕES DOS ANOS 1800 QUE AINDA EXISTEM HOJE EM DIA, ENSINAM AS MESMAS DOUTRINAS QUE AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ ENSINAVAM EM 1919:

Cristãos Adventistas: A organização debaixo deste nome remonta a 1861… Eles ensinam que através do pecado, o homem perdeu a imortalidade e que só através da fé em Cristo, alguém pode viver para sempre; que a morte é um estado de inconsciência para todas as pessoas até à ressurreição na segunda vinda de Cristo, quando os justos entrarão numa vida sem fim sobre a terra, e o resto irá sofrer a completa destruição da existência. …” The New Schaff-Herzog Encyclopedia of Religious Knowledge (A Nova Enciclopédia Schaff-Herzog do Conhecimento Religioso), (Baker Book House, Grand Rapids, MI, 1967)  vol. I, pág. 56

“Cristadelfianos…surgiram nos Estados Unidos por volta de 1850. …“Os Cristadelfianos rejeitam a Trindade. Eles acreditam em um único Deus supremo… na punição eterna dos iníquos, mas não num tormento eterno; no inferno, não como lugar de tormento, mas como a sepultura; na ressurreição do justo e injusto; na completa aniquilação dos iníquos… na segunda vinda de Cristo para estabelecer o seu reino na terra, que será preparada para a morada eterna dos santos…”  (Edição em inglês) The New Schaff-Herzog Encyclopedia of Religious Knowledge (A Nova Enciclopédia Schaff-Herzog do Conhecimento Religioso), (Baker Book House, Grand Rapids, MI, 1967)  vol. III, pág. 38

PERSEGUIÇÃO E CRESCIMENTO EM NÚMEROS NÃO PROVA QUE UMA RELIGIÃO É VERDADEIRA:

“Portas Abertas relata que autoridades locais em três estados mexicanos disseram a cristãos evangélicos para mudarem de religião ou sofreriam severas consequências. Muitos dos conflitos religiosos no México derivam da recusa dos evangélicos em participar nos festivais da cidade…” Mission Network News, 4 de Junho, 2001

“Os evangélicos no México atualmente representam aproximadamente 4.6 milhões, cerca de 120.000 pertencem à Igreja Sofredora. Chiapas, arena frequente para a rebelião Zapatista e perseguição severa da comunidade Evangélica… A mais evidente perseguição evangélica em Chiapas surge a partir dos ricos senhores da terra e donos de negócios, bem ao estilo da máfia, conhecidos como Caciques. Como defensores auto-proclamados das antigas tradições pagãs indígenas, eles estabeleceram as suas próprias leis pelas quais julgam e sentenciam o seu próprio povo, por “crimes” como: Aceitar o cristianismo como sua religião… Não participar mais em rituais pagãos…” Portas Abertas Internacional, Perfis dos Países: México, 4 de Junho, 2001

“A Nigéria é lar de cerca de 11 milhões de pessoas… O número de membros da igreja é mais de 50 milhões e está crescendo. Enquanto existe liberdade para evangelizar, evangelizadores e igrejas têm sido o alvo da comunidade muçulmana com muitos mártires nos últimos 18 anos. Entre apenas 1982 e 1996, uns 600 cristãos foram mortos e 200 igrejas queimadas. A Igreja continua a crescer. …Indonésia: …Existem agora 25 milhões de cristãos e é dito estarem a crescer à percentagem de 5% por ano. Disúrbios são a ordem do dia e muitos cristãos têm sido o alvo. A Igreja está crescendo apesar da perseguição.” Portas Abertas Internacional, Perfis dos Países, 4 de Junho, 2001

9.  Em Romanos 8:8-9 e 14, o que a Bíblia diz que a pessoa deve possuir, de modo a “agradar” a Deus e “pertencer” ao Cristo?

De modo que os que estão em harmonia com a carne não podem agradar a Deus. No entanto, vós estais em harmonia, não com a carne, mas com o espírito, se o espírito de Deus verdadeiramente morar em vós. Mas, se alguém não tiver o espírito de Cristo, este não pertence a ele. …Porque todos os que são conduzidos pelo espírito de Deus, estes são filhos de Deus.” — Tradução do Novo Mundo 

10. Visto que a doutrina da Sociedade Torre de Vigia exclui a maioria das Testemunhas de Jeová da adoção espiritual como filhos de Deus, como pode QUALQUER Testemunha de Jeová “agradar” a Deus, “pertencer” a Cristo ou ser guiado pelo Espírito de Deus? Você consegue encontrar um único texto na Bíblia que diga que APENAS 144.000 são adotados na família espiritual de Deus?

Deus não as adota como filhos espirituais, assim como faz com os 144.000.”  A Sentinela, 1 de Fevereiro, 1998, pág. 20

(www.4jehovah.org)
Print Friendly, PDF & Email

This post is also available in: EspanholInglês