O Que as Testemunhas de Jeová Precisam de Saber Sobre O Natal

bullets

O QUE AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ PRECISAM DE SABER SOBRE O NATAL

Existe uma base histórica para o 25 de Dezembro, como data do nascimento de Cristo. Justino, o Mártir (100-165 A.D.), escreveu a Marco Aurélio que Jesus nasceu em Belém, “como você pode comprovar dos registos dos impostos.” (Apologia I, 34). Tertuliano (160-250) apontou “o censo de Augusto — como a mais fiel testemunha do nascimento do Senhor, mantida nos arquivos de Roma” (Contra Marcião, Liv. 4, 7). Cirilo de Jerusalém (348-386 A.D.) pediu a Júlio para atribuir a data do nascimento de Cristo “a partir dos documentos do censo trazidos de Roma por Tito”, através dos quais, Júlio atribuiu a data de 25 de Dezembro. Do mesmo modo, João Crisóstomo que viveu por volta de 347-407 A.D., escreveu que a data do aniversário de Cristo a 25 de Dezembro, era apoiada pelos registos do imposto ou censo, ainda existentes nos seus dias que mostravam o seu registo em Jerusalém.

Embora a Sociedade Torre de Vigia se delicie em apontar que muitas enciclopédias sugerem que o Natal possa ter vindo da pagã Saturnália, outros dizem que pode ter vindo da celebração judaica do Hanuká. A data do Hanuká é a 25 de Dezembro, mas essa data tem variado desde cedo, visto que é baseada na lua. João 10:22 diz que no inverno, Cristo ele mesmo um rabi judeu, foi à Festividade da Dedicação, outro termo para Hanuká. Também é chamada de Festividade das Luzes porque tem as luzes Menorá, comidas especiais e presentes.

Independentemente, a data de Dezembro é atacada por causa do inverno. Visto que Lucas 2:8 diz que os pastores estavam nos campos no nascimento de Cristo, alguns assumem que Cristo não nasceu em Dezembro. Contudo, esta objeção não tem mérito, visto que a Míxena Judaica Seqal 7:4 confirma que rebanhos eram mantidos nos campos perto de Belém, mesmo no inverno.  1.  Israel não é extremamente frio e neve é muito improvável, devido à corrente quente mediterrânea, embora tenha ocorrido ocasionalmente ao longo dos anos. As ovelhas possuem lã natural que as mantém quentes, de modo a que possam andar até mesmo durante as raras quedas de neve em Israel.

Naqueles dias, seria improvável para as ovelhas estarem dentro de portas no inverno, porque não existiam grandes estábulos, nem máquinas agrícolas enfardadeiras para atar e armazenar feno. No inverno, os pastores traziam os rebanhos das encostas das montanhas frias, para os vales onde a neve não tinha matado muito pasto e para campos perto das casas, onde poderiam receber melhor cuidado. Assim, a declaração bíblica acerca de pastores estarem nos campos perto de Belém, encaixa-se no cenário do inverno. Do mesmo modo, Jacó queixou-se a Labão, de sofrer da fria geada como pastor à noite (Gên. 31:40), provando que havia vigílias nocturnas nos campos, mesmo no inverno. Assim, no tempo do nascimento de Jesus, pastores sem casa, mantinham-se lá fora, mesmo no inverno.

É também provável que o censo de imposto tenha ocorrido no inverno, porque naqueles dias, o trabalho das pessoas era baseado maioritariamente na indústria agrícola que abrandaria nos meses do inverno. Deste modo, José e Maria provavelmente viajaram de Nazaré a Belém através do Vale do Jordão, onde as estradas eram menos pedregosas e de 210 a 398 metros abaixo do nível do mar. Assim, esta rota protegeu-os do clima frio do inverno.

Christmas TreeDo mesmo modo como Lucas 2 diz, anjos e pastores celebraram o nascimento de Cristo, o Natal sempre tem sido usado para honrar Cristo, não algum deus-sol antigo tal como na Saturnália. Assim, para a maioria dos Cristãos, o Natal NÃO é definitivamente pagão na sua origem. Não é escuridão misturado com luz, mas luz vencendo toda a escuridão. Ironicamente, embora a Sociedade Torre de Vigia diga às Testemunhas de Jeová para se oporem ao Natal, eles deixam as Testemunhas de Jeová usarem nomes da semana que derivam do paganismo, tal como o deus escandinavo Thor, do qual deriva o inglês “Thursday” que significa Dia de Thor, na sua origem. Elas também usam os nomes dos meses, tais como Junho que deriva do nome do deus “Juno”. Já agora, alianças de casamento e dinheiro também vieram dos pagãos, mas são usados sem objeção pelas Testemunhas de Jeová.

Embora alguns pagãos tenham adorado árvores, a origem da árvore de Natal não vem da antiga adoração da árvore. Pesquisadores descobriram notas em manuscritos Medievais que declaram que a árvore começou como a Árvore da Vida em representações teatrais sobre o Jardim do Éden, na primitiva igreja. De modo similar, o Pai Natal não se originou de um deus pagão como Odin, de um feiticeiro do norte da Sibéria ou de um deus chinês que descia pelas chaminés. Registos provam que a fonte original para o Pai Natal, foi o Santo Nicolau. Ele liderava uma igreja em Esmirna, agora moderna Turquia e usava cor vermelha e carregava um bastão de mitra. Ele era famoso por secretamente deixar pequenos sacos com ouro, que pobres raparigas usavam como dote, de modo a que pudessem casar em vez de serem vendidas como escravas ou concubinas. Após ele morrer, a sua tradição de dar presentes foi adotada por outras pessoas. Na Holanda, o nome de São Nicolau tornou-se Sinter Claus, de onde vem o nome inglês Santa Claus.

Finalmente, Colossenses 2:16 diz: “Ninguém, pois, vos julgue por causa de comida e bebida, ou dia de festa, ou lua nova, ou sábados.” **  A Bíblia está-nos dizendo que como cristãos, nós não somos julgados pelas festividades. O Natal celebra o nascimento de Cristo e com a sua vinda no inverno, é excelente para quebrar as tristezas e depressões do mesmo. As suas memórias felizes estão em linha com os frutos do amor e alegria (Gálatas 5:22). Memórias felizes são necessárias para construir famílias felizes. Assim, se você é uma Testemunha de Jeová ou ex-Testemunha de Jeová, você pode sentir-se biblicamente e moralmente livre para celebrar o Natal com o resto da comunidade cristã.

PARA MAIS INFORMAÇÕES VEJA:

==========

1.  Esta informação é originária da Míxena Sheq 7:4, um documento rabínico judeu histórico-legal do final do segundo século A.D. Pastores não estavam habitualmente nos campos com os rebanhos após o outono e por isso aqueles mencionados por Lucas 2, eram ovelhas destinadas às ofertas queimadas, oferendas de paz e para as ofertas da Páscoa para o serviço do templo em Jerusalém. Estas ovelhas do templo eram mantidas não muito longe de Jerusalém, incluindo Belém que é apenas cerca de 2 quilómetros para sul. Este assunto é discutido com maior detalhe em The Life and Times of Jesus the Messiah, de Alfred Edersheim, págs. 132–133.

  ** Esta citação é tirada da Almeida Revista e Atualizada.

© 2009 Joe Emerson, Reimpresso e colocado no nosso website com permissão do autor.

Print Friendly, PDF & Email

This post is also available in: EspanholTchecoInglês