Diálogo 2A: Deveriam Os Cristãos Usar O Nome Divino “Jeová” Na Oração?—Parte 1

Porque muitos Cristãos se dirigem ao Deus Todo-Poderoso em oração com os títulos “Senhor” ou “Deus” em vez de O chamarem pelo Seu nome pessoal “Jeová” ou “Iavé”? Existe alguma evidência para o uso do Nome Divino nas Escrituras Gregas Cristãs originais (NT)? De que modo os verdadeiros Cristãos atualmente “santificam” o Nome de Deus?

SUSANA: Olá Isabel! O que está lendo na sua Bíblia? 

ISABEL:  Ah, Susana, estava a ler sobre a oração-modelo que Jesus nos deu em
Mateus 6:9. Eu estava a pensar sobre isso à luz da próxima lição que vamos estudar na brochura O Que Deus Requer de Nós? Eu acho maravilhoso que Deus tenha providenciado uma maneira de nos podermos aproximar Dele em oração.

SUSANA: Sim, concordo Isabel, e hoje vamos aprender mais sobre “Como achegar-se a Deus em Oração”1.  Porque você acha que é importante para nós, orarmos regularmente? 

ISABEL:  Bem, Susana, tal como a Sociedade menciona nesta brochura, a oração nos permite aproximar mais de Deus e sentir a Sua presença como um amigo querido, e assim como eles mostram aqui, a oração é uma forma de adoração.2.

SUSANA: Sim, Isabel, entende porque é tão importante que usemos o nome de Jeová quando oramos?3. Afinal, Satanás também é chamado de “deus”. Se você usar apenas os títulos “Senhor” ou “Deus” quando ora, Satanás poderia pensar que você estava a dirigir a oração a ele. 

ISABEL:  Nunca pensei nisso dessa forma antes. Susana, o que acha que Satanás faria se ele pensasse que uma oração lhe pertencia? 

SUSANA: Não sei, Isabel. Tudo o que sei é que Jeová não gosta de ser chamado de títulos como “Senhor” ou “Deus.” Você quer orar de uma forma que agrade a Jeová, não quer? 

ISABEL:  Isso sempre me deixou confusa, Susana. Se Jeová quer que nós usemos o Seu nome pessoal quando oramos, porque Jesus não o usou quando nos Ele deu a oração-modelo—em vez de dizer “Pai Nosso”? 

SUSANA: É uma boa pergunta, Isabel, mas uma coisa que temos que perceber sobre essa oração é que ela diz “Santo seja Teu Nome” ou como a Tradução do Novo Mundo  traduz: “Santificado seja o teu nome.”4. O que você acha que significa santificar o nome de Jeová? 

ISABEL:  Bem, Susana, a palavra “santificar” significa ser “separado como santo.”  Por isso, se vamos “santificar” o nome de Deus como santo, penso que significa que devemos tratá-Lo com santidade e reverência em todos os nossos atos de adoração, de forma a revelarmos a pessoa por detrás do nome em tudo o que fazemos, não concorda? 

SUSANA: Sim, Isabel, mas significa muito mais do que isso. Como pode você santificar um nome que nunca pronunciou nas suas orações? 

ISABEL:  Bem, deixe-me explicar, Susana. Eu acho que a Sociedade esclareceu isso quando afirmaram no Estudo Perspicaz das Escrituras: “…Ademais, devemos ter presente que os nomes naquele tempo possuíam verdadeiro significado, e não eram apenas “rótulos” para identificar a pessoa, como o são atualmente.…Dirigir-se Moisés aos israelitas em “nome” Daquele que o enviou significava que era o representante Dele, e a enorme autoridade com que Moisés falaria seria determinada por esse nome e seria proporcional a ele, ou com o que representava.…vemos imediatamente que conhecer o nome de Jeová é algo bem diferente de se conhecer as quatro letras que o compõem. É saber por experiência que Jeová realmente é aquilo que seu nome declara que é.”5.

SUSANA: A Sociedade disse mesmo que “conhecer o nome de Jeová é algo bem diferente de se conhecer as quatro letras que o compõem”? 

ISABEL:  Sim, Susana. Pode ler isso nas páginas 500 e 501 do volume 2 do livro Estudo Perspicaz. Como pode ver, não é a pronunciação do nome de Deus que deve ser separado como santo, mas a pessoa identificada pelo nome que devemos proclamar em toda a terra. Esses quatro caracteres hebraicos do nome de Deus de onde deriva a tradução “Jeová”, não significam absolutamente nada para uma pessoa que não sabe quem Deus é verdadeiramente. Portanto, é desta forma que os Cristãos ao longo dos séculos têm santificado o nome de Jeová—não por promoverem uma pronunciação— mas por proclamarem a pessoa por detrás dela. 

SUSANA: A sério?! É por isso que Jesus ensinou os seus discípulos a orar “Nosso Pai. . .” em vez de dizer “Jeová”? 

ISABEL:  Sim, Susana. Mas é muito mais profundo do que isso. Lembra-se de quando estudámos como aqueles que são filhos de Deus clamam “Aba! Pai!” quando se dirigem a Ele?6.

SUSANA: Sim!  Lembro-me. “Aba” significa “Paizinho”! 

ISABEL:  Será que o seu pai gostaria que você sempre se dirigisse a ele como Jorge em vez de o chamar “Paizinho” ou “Pai”?  Não se perguntaria ele o que teria acontecido com você e porque estava a ser tão fria com ele? 

SUSANA: Bem, Isabel, acho que ele se perguntaria isso. Nunca pensei nisso dessa forma anteriormente. Você acha que Jeová se sente da mesma forma quando nós, Seus filhos, nos dirigimos a Ele desse modo? 

ISABEL:  Eu acho que Ele se sente assim, Susana. Eu sei que tenho dificuldades com isso. A oração é suposto aproximar-me mais de Deus, mas sempre que eu oro usando o Seu nome pessoal, eu sempre me sinto muito mais longe Dele. Até mesmo chamá-Lo de “Pai Jeová” me parece estranho—exatamente como me dirigir ao meu pai como “Paizinho Jorge” soaria como eu estando a tentar diferenciá-lo de outros pais. Visto que Jeová Deus pode ouvir as nossas orações em qualquer lugar e tempo, e pode “ouvir até mesmo orações silenciosas, proferidas no íntimo”7., não acha que Deus ouve as nossas orações, quer usemos o Seu nome ou não? 

SUSANA: Suponho que Ele ouve, mas não diz a Bíblia em Romanos 10:13 que “todo aquele que invocar o nome de Jeová será salvo.”?8.

ISABEL:  Susana, a sua Bíblia, a Tradução do Novo Mundo insere o nome divino “Jeová” no texto de Romanos, enquanto que a maioria das Bíblias traduz corretamente “Senhor.”  Você sabia que existem mais de 5.000 manuscritos parciais e completos do Novo Testamento na sua língua Grega original, que datam do 2º século, e nem um único deles contém o nome divino? Você não acha que é um pouco presunçoso para a Sociedade Torre de Vigia, argumentar que nós devemos usar o nome de Jeová em oração, baseado num versículo que nem sequer contém o Seu nome na sua linguagem original? 

SUSANA: Isabel, é uma boa questão. Poderíamos falar sobre isso na próxima semana? Vou trazer a brochura da Torre de Vigia O NOME DIVINO Que Vai Durar Para Sempre, para podemos ler e analisar. 

ISABEL:        Parece-me bem, Susana. Vemo-nos na próxima semana.

COMENTÁRIOS:

 

Amigos, como a Susana descobriu, conhecer a Jeová Deus é muito mais do que conhecer o Seu nome ou mesmo estudar por muitas horas literatura que O descreve,. A Bíblia ensina-nos que só existe um nome que devemos invocar para salvação. Esse nome é Jesus — não “Jeová”. Atos 4:10,12 declara: “ Tomai conhecimento, vós todos e todo o povo de Israel, de que, em nome de Jesus Cristoa quem Deus ressuscitou dentre os mortos, sim, em seu nome é que este está curado perante vós. E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos.”9

bullets Próximo capítulo

=========

1. O que Deus Requer de Nós?, 1996, pág. 14
2. O que Deus Requer de Nós?, pág. 14, parág. 1, 2
3. O que Deus Requer de Nós?, pág. 14, parág. 2
4. Mateus 6:9
5. Estudo Perspicaz das Escrituras, vol. 2, págs. 500, 501
6. Gálatas 4:6
7. O que Deus Requer de Nós?, pág. 14, parág. 3
8. Tradução do Novo Mundo
9. Almeida Revista e Atualizada

 

Print Friendly, PDF & Email

This post is also available in: EspanholTchecoInglês