Espionagem e Perseguição nas Testemunhas de Jeová

Spying

AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ ESTÃO ESPIANDO-NOS E PERSEGUINDO-NOS. O Que Nós Podemos Fazer?

“Eu namorei uma Testemunha de Jeová por um tempo e engravidei-a. Eu terminei a relação, mas ela continua a manipular-me por ameaçar-me que não me deixa ver a criança, se eu procurar ter a custódia. Agora que voltei a viver em casa dos meus pais, eu creio que as Testemunhas de Jeová estão-nos espiando, não apenas a mim, mas a eles também.

Por exemplo, nós temos visto que eles estacionam do outro lado da rua, observando-nos, seguindo-nos dentro de lojas, centros-comerciais e restaurantes. Parece ser uma pessoa diferente de cada vez e torna-se difícil fazer queixa na polícia. Contudo, a frequência da sua presença junto de nós em público e o facto de aparecerem sempre onde nós estamos, é um pouco perturbador. Foi então que começamos a experimentar estranhas coincidências. Nós dizíamos qualquer coisa em casa ou ao telefone e pouco tempo depois um incidente ocorria no exterior da privacidade da casa, sendo exatamente o que tínhamos estado a falar.

Após cerca de 20 destas coincidências, sabíamos que qualquer coisa não estava certo. Começámos a pensar se estávamos a perder a lucidez ou a ficar loucos, mas então encontramos websites como  www.ChristianWitnesses.com, Stalker-Beware.com/ e postagens num fórum de discussão aqui em http://www.jehovahs-witness.net/jw/friends/191823/1/Were-you-Stalked-or-Chased-After-Once-you-Exited-the-JWs-by-Elders e http://www.jehovahs-witness.net/jw/friends/208450/1/Elder-arrested-for-stalking que documentam situações similares à nossa.

É de ajuda saber que nós não estamos sozinhos nesta batalha, contudo, nós nos perguntamos o que poderemos fazer? Será que a perseguição alguma vez terminará?”

NOSSA RESPOSTA: 

Caro amigo,

É verdade que grupos de alto controle, como as Testemunhas de Jeová, usam perseguição de grupo para intimidar pessoas que estiveram envolvidas com eles. As atividades de perseguição das Testemunhas de Jeová estão documentadas, não apenas em muitos websites (incluindo os que mencionou acima), mas também no livro de Raymond Franz, Em Busca da Liberdade Cristã. Ray foi um membro anterior da liderança das Testemunhas de Jeová, o Corpo Governante, e nas páginas 380-383, ele partilhou vários relatos de espionagem e perseguição que ocorreram nos anos 80.

Outros casos de perseguição e fraude electrónica que ocorreram mais recentemente dentro das Testemunhas de Jeová , foram documentados em julgamentos de tribunal tais como o Caso Número 3:10-CV-03907-MEJ Documento 50 entregue no The United States District Court For The Northern District of California a 23 de Maio, 2011 (veja http://ex-jw.com/takeover-at-menlo-park e um PDF do documento do Tribunal: http://ex-jw.com/wp-content/uploads/2011/05/50-main.pdf).  Neste caso, os Requerentes Jonathan D Cobb, Sr e Walter Arlene St. Clair providenciaram evidência de fraude electrónica nas páginas 32-33, onde declaram:

 

“Os Réus utilizaram pessoas com diferentes especialidades, tais como o Sr. Bruce Radetich, que é um ex-polícia e agora especialista em segurança que, acredita-se tenha sido contratado num esforço de usar meios ilegais para secretamente monitorar as chamadas telefónicas, na esperança de obter informações quanto à possível direção que os Requerentes estavam levando com respeito a assuntos legais. Alguns telemóveis (celulares) dos Requerentes assim como de outras partes associadas intimamente com os Requerentes parecem ter sido monitorados por terceiros. Um telemóvel em particular, usado por Jason Cobb foi inspeccionado por um especialista de telemóveis… onde foi determinado que o telefone em questão foi configurado para permitir que remotamente alguém tivesse a possibilidade de interceptar chamadas e monitorá-las. Milano, o técnico de telemóveis que trabalhou no telemóvel em questão, tem cerca de 10 anos de experiência com várias marcas e modelos de telefones e esta parte concordou em testificar acerca do estado do telefone e as potenciais ramificações do que ele descobriu, enquanto trabalhava no telemóvel de Jason Cobb. O testemunho perito do técnico pode demonstrar facilmente a intenção e quão longe os Réus, atuando consertadamente com vários cúmplices, estão dispostos a ir no esforço de encobrir a verdadeira natureza da situação, para não mencionar as questões da Fraude Electrónica.”

RELATÓRIOS ILEGAIS DE INFORMAÇÃO MÉDICA:

Não apenas temos evidência documentada de meios ilegais que as Testemunhas de Jeová usam para intimidar e perseguir pessoas associadas com elas, a própria liderança da Sociedade Torre de Vigia das Testemunhas de Jeová, tem incentivado a recolha ilegal e reporte de informação médica contra os seus membros, no artigo de  1 de Setembro de 1987, da A Sentinela, onde declaram nas páginas 12 e 13:

“MARIA trabalha como assistente médica num hospital. Um requisito que tem de acatar no seu trabalho é manter as confidências. Tem de impedir que pessoas não autorizadas tenham acesso a documentos e a informações relacionados com o seu trabalho. As leis no seu estado também regulam a revelação de informações confidenciais sobre pacientes. Certo dia, Maria viu-se confrontada com um dilema. No manejo dos registros médicos, ela encontrou uma informação que indicava que uma paciente, que era concristã, submetera-se a um aborto. Tinha ela a responsabilidade bíblica de expor esta informação aos anciãos na congregação, embora isso pudesse resultar em perder seu emprego, ser processada, ou em seu empregador ter problemas jurídicos? …Portanto, pode haver ocasiões em que o cristão tem a obrigação de trazer um assunto à atenção dos anciãos. É verdade que, em muitos países, é ilegal revelar a pessoas não autorizadas aquilo que se encontrou em registros particulares. Mas, se o cristão, depois de considerar isso com oração, achar que se confronta com uma situação em que a lei de Deus exige dele relatar o que sabe, apesar das exigências de autoridades inferiores, então esta é uma responsabilidade que ele aceita perante Jeová. Há ocasiões em que o cristão ‘tem de obedecer a Deus como governante antes que aos homens’. — Atos 5:29. …Todos os que se tornam parte da congregação cristã colocam-se sob um “juramento” de manter a congregação limpa, tanto pelo que pessoalmente fazem, como pela maneira em que ajudam outros a permanecer limpos.”

ESTRATÉGIA DA GUERRA TEOCRÁTICA

Outro modo de engano que é endossado pela Sociedade Torre de Vigia, é a tática que as Testemunhas de Jeová chama de “Estratégia de Guerra Teocrática”. É mentir a pessoas a quem as Testemunhas de Jeová não achem serem dignas da verdade, de modo a atingir os objetivos da organização Torre de Vigia. No seu livro, Estudo Perspicaz das Escrituras, volume 2, páginas 807-808, a Sociedade declara:

“Mentir geralmente envolve dizer uma falsidade a alguém que tem o direito de saber a verdade. …Ao passo que a mentira maldosa é definitivamente condenada na Bíblia, isto não significa que a pessoa seja obrigada a divulgar informações verídicas àqueles que não têm direito a elas.”

Enquanto a Torre de Vigia afirma condenar a mentira, ela define a mentira, como o dizer algo falso a uma pessoa que tem o “direito” de saber a verdade. Assim, de acordo com a Sociedade Torre de Vigia, se uma Testemunha de Jeová é falsa para uma pessoa que elas não consideram ter o direito de saber a verdade, elas não consideram tal falsa declaração uma mentira. Assim, a Sociedade Torre de Vigia criou uma definição para mentira que o mundo normal fora da organização não partilha. No artigo intitulado, “Use a Estratégia da Guerra Teocrática”, encontrada nas páginas 285 a 286, de 1 de Maio de 1957 da A Sentinela, (em inglês), declara-se:

“Assim que ela apareceu na rua, um oficial Comunista perguntou-lhe se ela tinha visto uma mulher com uma blusa vermelha. “Não”, respondeu ela. Será que ela disse uma mentira? Não, não disse. Antes, ela estava usando estratégia de guerra teocrática, escondendo a verdade por acção e palavra para o bem do ministério. …Uma grande obra está sendo feito pelas testemunhas, mesmo nas terras onde a sua atividade encontra-se banida. A única maneira que elas têm de cumprir a ordem de pregar as boas novas do reino de Deus é por usar de estratégia de guerra teocrática. …Assim, em tempo de guerra espiritual é apropriado enganar o inimigo por esconder a verdade. …Hoje em dia, os servos de Deus estão envolvidos numa guerra, espiritual e teocrática. Uma guerra ordenada por Deus contra as forças espirituais iníquas e contra falsos ensinos. …Em todos os momentos elas devem ser cautelosas em não divulgar qualquer informação ao inimigo que ele possa usar para impedir a obra de pregação.”

Com tal exemplo claro de “Estratégia de Guerra Teocrática” sendo discutido neste artigo, alguém assumiria que a maioria das Testemunhas de Jeová estão a par desta doutrina. Contudo, a maioria afirma que nunca ouviram esta doutrina ou que foi usada de modo nada frequente e apenas em países e períodos de tempo em que as suas vidas estavam em perigo, devido às suas crenças religiosas. Outros declaram que esta citação da Torre de Vigia tem mais de 40 anos, e por isso, é uma prática do passado. Contudo, isto não é simplesmente a verdade. Dr. Jerry Bergman escreveu o livro, The Theocratic War Doctrine – Why Jehovah’s Witnesses Lie in Court (A Doutrina da Guerra Teocrática – Porque as Testemunhas de Jeová Mentem em Tribunal), publicado em 1998 ** , conductedonde conduziu um inquérito a 130 ex-Testemunhas de Jeová que responderam à questão: “Como você descreveria a Doutrina de Guerra Teocrática?” Com respeito a este inquérito,  (Edição em inglês): Bergman escreveu nas páginas 30-31:

“Estes dados mostram uma clara ligação entre a consciência da doutrina e o nível de atividade na Torre de Vigia. Todos os anteriores superintendentes de circuito estavam plenamente conscientes dela, e mais de metade admitiram utilizá-la. Estes dados também demonstram que a maioria das Testemunhas está a par desta doutrina. …Testemunhas dedicadas que possuem posições administrativas, com apenas uma única excepção, estavam bem conscientes da doutrina e da sua importância. Embora 37 (28% da amostra completa), afirmaram nunca ouvir falar da doutrina, apenas 3 (2%) escolheram a definição incorreta, resposta “A”. A maioria (98%) sabiam da prática ou podiam defini-la, mas muitos não a reconheciam pelo seu termo apropriado. Alguns talvez ainda pensassem nela pelo termo anterior, “técnica de Raabe”. Isto pode ser assim parcialmente porque o termo “teocrático” é usado com menos frequência agora do que antes, mas ainda é comum. O seu livro de cânticos oficial “Cantemos Louvores a Jeová” (1984), que é usado em todas as reuniõe,s lista 13 cânticos debaixo do tópico “Luta Teocrática”.”

Não apenas as Testemunhas de Jeová são familiares da prática da Estratégia de Guerra Teocrática, mesmo que não estejam familiarizadas com o termo correto, elas costumam praticá-la em processos judiciais que envolvem a custódia de crianças .  Na página 11 do livro de Bergman,  ele descreve essa prática corrente em tribunal pelas Testemunhas de Jeová.

“É também claro, a partir da avaliação das publicações da Torre de Vigia pelos advogados, que a Torre de Vigia ensina mentir. Por exemplo, após o estudo das políticas e práticas da Torre de Vigia, o advogado Thad Nugent (1994) concluiu que a Torre de Vigia recomenda “dar testemunho debaixo de juramento que se sabe ser falso…. Por definições legais isso é perjúrio. [e]… é bastante claro que o livro que é enviado serve para instruir os seus membros, as Testemunhas de Jeová que se encontram envolvidas em casos de custódia, de como evitar colocarem-se numa posição onde tenham que dizer o que elas realmente praticam com respeito aos seus filhos…”  (Edição em inglês) —The Theocratic War Doctrine – Why Jehovah’s Witnesses Lie in Court (A Doutrina da Guerra Teocrática – Porque as Testemunhas de Jeová Mentem em Tribunal), 1998, pág. 11

O facto de que a liderança das Testemunhas de Jeová, endossa dar informação enganosa a pessoas que eles acreditam não ter o “direito” de conhecer a verdade e o facto da Sociedade apoiar o relatório ilegal de informação médica, de modo a atingir os seus objetivos, atribui credibilidade a muitos testemunhos pessoais que nós e outros ministérios, recebemos sobre engano, espionagem e perseguição sendo usados pelas Testemunhas de Jeová.

COMO OS LÍDERES DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ FAZEM COM QUE SEUS MEMBROS PARTICIPEM EM ATIVIDADE PERSECUTÓRIA

Anteriores Testemunhas de Jeová têm reportado que a única coisa que a mediana Testemunha de Jeová necessita de saber por parte dos anciãos é que o seu alvo “não é amigo de Jeová Deus” ou que a pessoa é um “inimigo de Jeová” e essas pessoas farão tudo o que lhes dizem para fazer. O caso judicial mencionado antes, Caso Número 3:10-CV-03907-MEJ Documento 50, no qual os réus Testemunhas de Jeová foram encontrados envolvidos em perseguição e fraude electrónica,  explica na página 41:

“Esta rede de que os Réus parecem fazer parte é vasta, visto que eles usaram membros da sua religião de vários modos, de modo alcançar seus objetivos. Para fazer isto, apenas seria necessário usarem as suas posições a partir de dentro da organização para influenciar alguém a fazer algo “para o bem da irmandade” ou em nome da Sociedade Torre de Vigia. Se você disser simplesmente que esta pessoa está associada com “apóstatas” (pessoas que parecem simplesmente não aceitar os ensinos da Torre de Vigia sem questionar), isso é usado como uma palavra-código que tem o efeito de automaticamente colocar a pessoa longe de querer ter qualquer coisa a ver com esta pessoa, mesmo que seja seu parente de sangue ou relação. É um termo usado para instilar medo e submissão, visto que nenhuma pessoa dentro das Testemunhas de Jeová quer ser rotulada “apóstata”, porque isso seria efetivamente o mesmo que ser tratada como um leproso e sua vida espiritual terminaria.”

Assim, não é incomum para as Testemunhas de Jeová fazerem uso de tácticas de “grupo de perseguição” (usando muitas pessoas diferentes que você só vê apenas uma vez) para alcançar os seus intentos. Embora seja difícil de provar, muitas anteriores Testemunhas de Jeová têm reportado situações envolvendo serem vítimas por Testemunhas de Jeová que as perseguem e espiam, sendo observadas ou seguidas para onde quer que vão. Situações em que há suspeitas de escutas telefónicas de veículos, casas e telefones têm sido relatadas. Isto pode explicar como coisas que você disse em privado passaram para fora. Elas também podem obter sua conta de email, simplesmente por saberem seu endereço de email e usarem um simples programa que descodifica, que pode ser obtido através de download no seus computadores. Caller ID spoofing é uma nova tecnologia que grupos de alto controle poderão estar a usar no futuro. Você pode saber mais sobre isso em www.fcc.gov.

De acordo com vários websites de grupos técnicos de contra-vigilância, as formas de grupos de alto controle, tal como as Testemunhas de Jeová, ganham acesso a casas com seus aparelhos de vigilância por entrarem nos lares, usando as suas próprias pessoas nas diversas formas de emprego, usualmente como técnicos de cabo, telefone, eletricista, utilidades ou reparações em qualquer das áreas de trabalho: canalização, serralharia, janelas, portas, serviço de aparação de relva e controle de pragas. Estes grupos irão criar um problema dentro das casas das suas vítimas. Por exemplo, eles podem usar alguém da companhia de cabo para criar interferência no sinal, de modo que a vítima pense que existe um problema e chame o serviço de  reparação. Perturbações elétricas afetando não apenas a casa da vítima, mas também o bairro, também pode ser feito de modo a que a reparação pareça mais legítima. Quando a vítima chama para reparação, a pessoa que vem reparar acaba por ser um dos do grupo que traz aparelhos de escuta, que podem ser colocados em praticamente todos os locais da sua casa. Aparelhos para “varrer” esses pequenos aparelhos são caros e não garantem uma remoção completa. O Granite Island Group , (www.tscm.com) é um bom recurso para informação sobre esses aparelhos de escuta.

Você perguntou o que pode fazer acerca da perseguição deles e se a sua espionagem vai terminar. Eventualmente, acaba por acabar. Baterias nos aparelhos de escuta não duram para sempre. Quanto mais você revidar por tirar fotografias deles quando os apanhar a espiá-lo e deixá-los saber que você irá fazer queixa na polícia, pode ajudar a pará-los. É claro, é difícil provar a um agente da lei que você está sendo perseguido ou espiado quando eles usam táticas de “perseguição de grupo” (usando muitas pessoas diferentes que você só vê uma vez), para incomodá-lo e monitorá-lo. Mas a sua persistência em documentar os eventos irão acabar por desencorajá-los ou pelo menos levá-los a serem menos óbvios quanto a isso. Estas atividades são ilegais e caso apanhados, eles podem enfrentar sérias penalidades por esses crimes. Assim, não tenha medo que eles saibam que você vai fazer queixa à polícia.

Para aparelhos de escuta que são colocados em sua casa, é importante perceber que as baterias apenas vão abaixo se forem continuamente ativados. Eles podem “bloquear” o áudio dos programas de rádio. Assim, se você toca a mesma estação, você pode pensar que eles estão a ouvir “rádio” e que está bloqueando o som e usando a bateria, mas isto não é o caso. Por sua vez, eles ou não ouvem nada ou ouvem a sua voz. Se os aparelhos são ativados por voz, demorará um longo tempo até que as baterias vão abaixo. Assim, uma sugestão é você mudar as estações frequentemente e tocar uma variedade de rádios cristãs e seculares que farão o áudio da escuta da sua casa tornar-se mais difícil. Com a sua voz, você também pode ler alto informação apóstata, tal como os livros Crise de Consciência e Em Busca da Liberdade Cristã de Raymond Franz, bem como artigos do nosso website ou os diálogos O Que Deus Requer de Nós, da Isabel e Susana, no nosso 4jehovah.org website. Visto que as Testemunhas de Jeová que estão escutando o áudio da sua casa para apanhar a sua voz terão de ouvir a leitura desta literatura “apóstata” que tanto odeiam, de modo a conseguir obter outra informação de si que tanto procuram, isto pode providenciar uma grande oportunidade de os testemunhar.

O autor do website  christianwitnesses.com também tem mais algumas sugestões para ajudar. Veja a resposta dele abaixo:

O AUTOR DE CHRISTIANWITNESSES.COM PARTILHA A SUA PERSPECTIVA: 

Caro amigo

Eu apreciei as suas amáveis palavras sobre o meu website ser útil, o que inclui uma página com a compilação de muitas postagens de fóruns e declarações feitas em livros, que mostram a alargada preocupação concernente à perseguição de grupo, especialmente feita por grupos como as Testemunhas de Jeová, que têm clero envolvido em pedofilia e atividades similares. De tempos a tempos, eu irei oferecer mais comentários úteis no meu website, que você e outros leitores poderão considerar ao escolher o curso da ação a tomar.

O meu conselho principal é de sempre documentar abundantemente as coisas que acontecem e também colaborar com a polícia. Embora em alguns casos perseguidores tenham ligações com outros perseguidores, na maioria das vezes não têm, e a polícia é semelhante à espada de César falada em Romanos 13, que você pode ler, de modo a tirar força e conforto.

Perseguidores são violadores da lei, e por isso eles têm de temer a polícia, mas pessoas honestas e cumpridoras da lei, como você, podem usar os seus importantes serviços. Para além da página do website que está em http://christianwitnesses.com e outras páginas relacionadas, por favor, também olhe para os inúmeros outros recursos que christianwitnesses.com oferece. Por exemplo, existem modelos de cartas com informação muito úteis no website.

Quando um email é hackeado ou uma escuta telefónica está sendo feita, então é possível mencionar nos emails e nas conversas telefónicas que a polícia está informada, o que diz aos espiões perseguidores que você não é mais um alvo fácil que eles possam tentar intimidar com impunidade, fazendo com que eles fiquem mais propensos a desistir. Eles poderão nem mesmo desistir por anos apesar disso, mas irão desistir mais rápido e parar de ser tão óbvios. Se você tiver absoluta necessidade de ter privacidade na sua correspondência por email, você sempre pode ir a um computador na biblioteca, de modo a abrir uma nova conta de email a que as Testemunhas de Jeová não tenham acesso. Então, você pode usar apenas os computadores da biblioteca para ter acesso a essa conta privada.

Assim, veja, é realmente você quem tem de ter uma posição forte, pois é fundada quer em Deus e na Sua servidora espada de justiça, a polícia e potencialmente, os tribunais. Não são os covardes, que são os instrumentos das trevas, que têm o poder sobre si. Documentar, fazer relatórios para a polícia, tirar fotografias dos perseguidores e tomar todas as positivas medidas legais, realmente funciona! Felizmente isto tem sido de alguma ajuda. Você é bem-vindo por telefonar para o número que lhe dei e fazer isso pode ser uma excelente forma de mostrar aos perseguidores de que se continuarem a incomodá-lo, apenas estarão a acumular problemas para eles. Percebe o que quero dizer?

Como seu co-servo em Cristo,

Autor de ChristianWitnesses.com

==========

**  Nota: O livro do Dr. Jerry Bergman saiu de impressão, mas a Witness Inc  ainda tem um pequeno suprimento. Você pode comprar uma cópia do livro da Witness Inc por $2.37 cada + $2.05 portes de envio, por ligar para: 503-637-3828.

PARA MAIS INFORMAÇÕES VEJA:

bullets As Testemunhas De Jeová Ostracizam Os Membros Da Familia Que Saiem?

bullets O QUE É UMA SEITA? (4witness.org)

 

Print Friendly, PDF & Email

This post is also available in: Espanhol Tcheco Inglês